Batendo perna em Istambul


Mesquita Azul (abaixo) e Igreja Santa Sofia (acima) são as jóias do centro de Istambul (Turquia). Em Sultanameth (centro histórico) todas as atrações turísticas ficam perto umas das outras e podem ser vistas num agradável passeio a pé. O bairro é muito movimentado e, depois de ter visitado os principais pontos, vale a pena se perder pelas ruas, provar o famoso sanduíche turco, à venda em cada esquina do bairro, e o suco de romã. De uma cor vermelho escuro, muito diferente da fruta que conhecemos no Brasil, o refresco é uma experiência única. Espremido na hora, ele é meio azedinho, mas muito bom.  



Para quem aprecia a arte, a Turquia é o paraíso as compras. O centro de compras mais famoso de Istambul é o Grand Baazar, mas há vários outros lugares alternativos e com a vantagem de serem menos lotados. Ao lado da Mesquita Azul tem um mercado pequeno, o Arasta Bazar, que é uma delícia. Tem bem menos lojas que o Grand Baazar, mas os produtos são bacanas .


QUANDO CAI A NOITE...

Foi uma excelente escolha ter se hospedado em Beyoglu, o bairro boêmio de Istambul. Lá estão os melhores restaurantes e bares da cidade. É onde rola o agito quando o sol vai embora. É também onde fica o calçadão mais famoso (rua Istikal) com todo o comércio local, grifes internacionais e um charmoso bonde. Beyoglu é um bairro de vielas e gente de todo lugar do mundo. Mas não é um bairro só de turistas. "Locais" também disputam as mesas pelas calçadas. Dá para andar tudo a pé. Jantar em um restaurante com vista panorâmica da cidade (o mais disputado é o 360 ) e depois sair pela rua procurando um bar para um drink. São muitas as opções. Durante o dia, de Beyoglu até Sultanameth dá uns 15 minutos de caminhada. Se não for de andar, pode ir de metrô. O trânsito em Istambul é caótico. Prefira sempre uma caminhada ao táxi ou ônibus.


FAMOSO SANDUÍCHE DE PEIXE


Todo dia a ponte mais importante do Bósforo é palco de pescaria 

O sanduíche de peixe é uma tradição de Istambul. Pão e peixe assado em grelhas como essa em barcos às margens do Bósforo é um lanche bastante disputado entre os locais. O lugar é bem popular, simples e tumultuado. O peixe é bem forte e não me agradou muito. Mas, para quem gosta, é uma experiência bem diferente. 

Nada de caixinha de madeira nem crianças no trabalho. Engraxate em Istambul  é uma profissão levada a sério. Eles chamam a atenção de longe com a cadeira dourada e o guarda-sol para proteger os clientes. 


CAFEZINHO TURCO


O café turco é uma instituição na Turquia, tá certo?! Tem todo um lado místico de previsão do futuro na leitura da borra do café que sobra na xícara. Mas é nessa viela simples e sem glamour no bairro de Beyoglu que fica o melhor café turco de Istambul. A cafeteria chama-se Mandabatmaz e é um tipo de botequinho que, de tão pequeno, o cliente tem que saborear a iguaria nesses banquinhos de plástico na rua. Quem entende de café diz que o sacrifício vale a pena.


A ÁSIA É LOGO ALI!



Quer dar um pulinho na Ásia? Istambul também proporciona isso: sair da Europa e pisar na Ásia em alguns minutos. É só embarcar em um dos muitos barcos turísticos que saem do porto no centro da cidade para um passeio pelo Estreito de Bósforo. Faz parte da diversão parar no lado asiático de Istambul para um reconhecimento de terreno. Istambul é a única cidade do mundo que está sobre dois continentes. Mas a foto acima não foi tirada durante o tour de barco, mas do palácio mais famoso da cidade, o Topkapi, residência dos antigos sultões turcos. Dá até pra almoçar num restaurante bacanérrimo às margens do Bósforo com todo esse visual. Luxo, poder e riqueza!!!!


LEIA TAMBÉM:
O que fazer na Capadócia







Comentários

MAIS VISITADAS